Notícias

MPT:MPT oferece orientação sobre aprendizagem rural durante a Expoagro

Data: 07/11/2019

Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) , o Ministério da Economia (SRTb/AL) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AL) estiveram à disposição de produtores rurais, no último sábado, 2, durante a Exposição Agropecuária de Produtos e Derivados de Alagoas (Expoagro), para orientá-los sobre a importância da contratação de adolescentes aprendizes. O objetivo do encontro foi sensibilizar os produtores sobre a necessidade de investimento em mão de obra qualificada para o crescimento dos negócios no campo.

A procuradora do MPT em Alagoas Virgínia Ferreira participou da ação e afirmou que a abertura de mercados no Brasil exige o investimento em mão de obra qualificada. “Estamos num momento em que está havendo enorme abertura para mercados internacionais. Hoje, já somos destaque no setor agrícola e pecuário, e a tendência é que o mundo demande cada vez mais os nossos produtos. Para atender às expectativas, precisamos da mão de obra qualificada”, afirmou Virgínia.

A representante do Ministério Público do Trabalho destacou a baixa produtividade do trabalhador brasileiro e a atribuiu, principalmente, à falta de qualificação profissional. “O que o trabalhador brasileiro faz em uma hora, o americano faz em 15 minutos e o alemão faz em 20 minutos. Precisamos mudar essa realidade e contamos com o Sistema S, em especial com o Senar, neste momento de aproximação com o setor, para que consigamos avançar na qualificação de nossos jovens, para que tenham oportunidade de serem inseridos no mercado de trabalho rural e voltem a criar vínculo com o campo”, explicou.

Para a auditora fiscal do Trabalho Dulciane Alencar, da Superintendência Regional do Trabalho (SRTb/AL), o trabalho conjunto é importantíssimo porque chama atenção para o problema da falta de qualificação. “O campo é um setor chave para o estado e para o país. Precisamos buscar a qualificação da mão de obra no campo e sensibilizar os produtores rurais. Muitos deles já perceberam que a falta de qualificação dificulta os negócios. O Brasil tem muita vocação agrícola, mas, para progredir, precisa capacitar seus trabalhadores do campo”, disse Dulciane.

No dia 4 de dezembro, representantes das instituições se reunirão com produtores rurais, na sede do Senar, em Maceió, para discutir a importância da aprendizagem no campo. Segundo Graziela Freitas, coordenadora do Departamento Técnico do Senar em Alagoas, o Programa Jovem Agricultor Aprendiz é uma excelente oportunidade para os produtores e, sobretudo, para os jovens do campo, que não têm muitas oportunidades de aprender uma profissão.

“Essa pode ser a grande chance na vida desses jovens, de ter uma ocupação, construir novos caminhos, mudar de vida e de comportamento, pois os cursos do Senar não focam somente em profissionalização, eles englobam habilidades que qualquer cidadão precisa saber para transitar bem dentro das empresas. Isso também é muito importante”, disse Graziela.

Ação contra o trabalho infantil – No sábado, 1º, uma ação realizada pelo MPT, SRTb, Juizado da Infância, Município de Maceió e outros parceiros buscou prevenir e coibir o trabalho infantil em cemitérios públicos da capital. Nos locais visitados, os representantes não encontraram casos de exploração do trabalho de crianças e adolescentes.

Na 69ª Expoagro, o MPT e a SRTb também vistoriaram se os serviços oferecidos na exposição estavam sendo realizados por crianças e adolescentes, mas encontrou o trabalho legal realizado por maiores de 18 anos. A ação de prevenção contra o trabalho infantil na Expoagro contou com o apoio da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), que distribuiu coletes de identificação para os trabalhadores maiores de 18 anos, com a Hashtag nacional da campanha que busca prevenir a prática.

Copyright © 2006-2019 JEMPE. Todos os direitos reservados.
Projeto Gráfico: Claren Design